Mentes Lúcidas

Quando o racional fica em silêncio e vive no conformismo, torna-se parte do problema e perde a total credibilidade da razão

O Sistema político, as tributações e o sistema de ensino brasileiro

Deixe um comentário

          O Brasil está entre os 50 países mais competitivos do Mundo. Foi o único país emergente a crescer nesta posição, embora os indicadores que poderiam piorar esta posição não foi utilizado porque não existe nos indicadores de outros países. Entretanto, a eficiência do transporte, educação primária e da mão-de-obra impedem melhores resultados.
          O setor privado vai muito bem na sofisticação dos negócios (33º lugar) – não obtendo melhores resultados devido as barreiras políticas e fiscais – alavancando o setor competitivo do país.
            Já no setor público, foi o motivo de não obter resultados mais favoráveis ao país na competitividade. Nos desperdícios de gastos públicos (135º lugar), qualidade da educação (116º lugar), eficiência do governo (111º lugar), taxação (144º lugar), este inclui volume de impostos e tributação, confiança no governo (121º lugar).
            (FONTE: utilizei os indicadores da WEF/FDC)

            Conhecidas como “super potências” da educação, a Finlândia e a Coreia do Sul dominam as duas primeiras colocações do ranking e, na sequência, figuram Hong Kong, Japão e Cingapura. Alemanha (15), Estados Unidos (17) e França (25) estão em grupo intermediário e México (38), Brasil (39), e Indonésia (40) integram as posições mais baixas. Entre os sul-americanos, Chile (33), Argentina (35) e Colômbia (36) estão em melhor colocação que o Brasil.

             O ranking é baseado em testes efetuados em áreas como matemática, ciências e habilidades linguísticas a cada três ou quatro anos.

         A pesquisa foi encomendada à consultoria britânica Economist Intelligence Unit (EIU) pela Pearson, empresa que fabrica sistemas de aprendizado e vende seus produtos a vários países.

            Investimentos são importantes, mas não tanto quanto manter uma verdadeira “cultura” nacional de aprendizado, que valoriza professores, escolas e a educação como um todo. O relatório destaca ainda a importância de empregar professores de alta qualidade, a necessidade de encontrar maneiras de recrutá-los e o pagamento de bons salários.

             Estes indicadores mostram como conclusão que no Brasil as taxas são altas e o sistema político é ruim.

O-peso-dos-impostos-1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s