Mentes Lúcidas

Quando o racional fica em silêncio e vive no conformismo, torna-se parte do problema e perde a total credibilidade da razão

Missionária Dorothy Stang

Deixe um comentário

60bz32lpie5jqp7qwmz2pz0sfIrmã Dorothy era uma missionária norte-americana que protegia os pequenos agricultores, povos ribeirinhos e indigenas. Auxiliava em projetos de reflorestamento, suas ações eram baseadas em ideias de práticas sustentáveis, agricultura de subsistencia e agroecologia na amazônica. Combatia pacificamente os conflitos fundiários. Em 12 de fevereiro de 2005, após receber várias ameaças de morte,  a missionária foi assassinada, em Anapu. Sua luta ainda continua ainda, agora com outras missionarias e seus protegidos.

Sete anos depois, os julgamentos ainda não chegaram ao fim. Regivaldo Pereira Galvão, um dos principais envolvidos foi o mandante.

Atuou ativamente nos movimentos sociais no Pará. A sua participação em projetos de desenvolvimento sustentável ultrapassou as fronteiras da pequena Vila de Sucupira, no município de Anapu, no Estado do Pará, a 500 quilômetros de Belém do Pará, ganhando reconhecimento nacional e internacional. Defensora de uma reforma agrária justa e consequente, Irmã Dorothy mantinha intensa agenda de diálogo com lideranças camponesas, políticas e religiosas, na busca de soluções duradouras para os conflitos relacionados à posse e à exploração da terra na Região Amazônica.

Dentre suas inúmeras iniciativas em favor dos mais empobrecidos, Irmã Dorothy ajudou a fundar a primeira escola de formação de professores na rodovia Transamazônica, que corta ao meio a pequena Anapu. Era a Escola Brasil Grande.

Estado do Pará é conhecido por sua ilegalidade, desmatamento ilegal, grilagem e conflitos de terra. Irmã Dorothy recebeu diversas ameaças de morte, sem deixar intimidar-se. Pouco antes de ser assassinada declarou: “Não vou fugir e nem abandonar a luta desses agricultores que estão desprotegidos no meio da floresta. Eles têm o sagrado direito a uma vida melhor numa terra onde possam viver e produzir com dignidade sem devastar”.

É mais um exemplo que podemos conquistar o mundo pela fraternidade e amor, a sustentabilidade, tecnologia, ciência, são nossos sistemas de desenvolvimento, mas isso só tornara-se real, quando tivermos união entre o povo em não aceitar as atrocidades e manipulações que o Estado e religião nos dão para aceitar e aceitamos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s