Mentes Lúcidas

Quando o racional fica em silêncio e vive no conformismo, torna-se parte do problema e perde a total credibilidade da razão

O retrocesso do Brasil: Desordem e regresso

Deixe um comentário

consumismo_MKTmaisA chuva anima alguns e desanima outros, algumas regiões é extremamente necessário para agricultura e geração de energia, em contra parte, nas áreas urbanas é incômoda.

Desde os últimos 10 anos, a partir do último apagão, nós estamos em uma sociedade que o consumo industrial aumentou imensamente a demanda de energia elétrica.

O modo como o fenômeno urbano expandiu de forma desordenada com a ocupação em áreas de encostas dos morros é a falta de investimentos na eficiência energética e sua logística de transmissão é o espelho da incompetência, principalmente pela falta de planejamento.

No governo FHC e Lula tentaram construir um sistema eficaz que desce conta da demanda, embora sem sucesso até hoje como legado.

Uma tragédia anunciada no governo Dilma é aumentar os incentivos ao consumo de automóveis e comércio em geral, sem ter uma capacidade energética para atender as indústrias.

Com risco de apagão e ausência de energias alternativas, aumenta o uso de termelétricas que são mais poluentes e de alto custo. Já não bastasse isso, as condições de infraestrutura péssimas aumentam os custos da logística, podendo chegar até 30% do custo de um produto final.

Da malha ferroviária brasileira, do pouco que resta apenas 1/3 de 30000 km esta sendo Imagemutilizado, os outros 2/3 estão subutilizados ou completamente abandonados.

A partir dos anos 60 o Brasil passou a desestruturar para dar prioridade ao transporte rodoviário, a indústria automobilística e de petróleo, tudo sobre interesse das multinacionais, acabou desmontando a malha ferroviária. Estas multinacionais nos seus países de origem, as ferrovias cortam de um lado ao outro o território nacional e utiliza o máximo que podem o transporte fluvial, ambos com menos acidentes, manutenção e degradação ao meio ambiente. Aí um dos segredos que precisamos de políticos competentes e um povo que exija desenvolvimento e planos sem traição a nação brasileira, a nossa tão famosa corrupção de cada dia, enquanto os custos elevados de logística e energia caem de fato sobre o consumidor. Mas o que é isso se tem o mínimo de uma TV para assistir o BBB, novelas, futebol e “bunda lê lê”, construções comerciais como shoppings, para podermos gastar mostrando para outros idiotas, o que não temos.

Imagem

(Clique na imagem para ampliar)

Neste momento vamos sofrer muito e que ocorra o início para tomarmos o rumo do desenvolvimento. O país precisa de um passo de finanças imenso, o que não temos, e ainda muito tempo para construção de infraestruturas. Enquanto isso ficamos para trás na competitividade em comparação com outros países emergentes, não só a China, mas também do México, Índia, Rússia e até Angola.

O Brasil desperdiça muito dinheiro com burocracia, falta de planejamento, corrupção. É muita alienação, cargos comissionados, traição a nação e nenhuma utopia realista para o caminho da independência ao Imperialismo, o que poderia ser o mínimo a se fazer para desacomodar-se.

Nota: Alguns comentários são do filósofo Mário Sergio Cortella e o advogado Eduardo Muylaert no jornal da cultura do dia 11/01/13.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s