Mentes Lúcidas

Quando o racional fica em silêncio e vive no conformismo, torna-se parte do problema e perde a total credibilidade da razão

Dia do trabalhador no Brasil é exaurir a idiotice dos brasileirinhos

Deixe um comentário

tumblr_inline_mjmu29CUJw1qz4rgp

“O quarto estado”, obra do artista italiano Giuseppe Pellizza (1868-1907), põe em foco o proletariado, que entra em greve e ocupa a praça de Volpedo, na Itália, cidade natal do pintor. O quadro se tornou um símbolo da luta dos trabalhadores, que é comemorada no 1º de maio.

Desenvolvimento do capitalismo suscitou uma série de ideologias que visam romper com a suposta exploração do sistema. Desde a Revolução Industrial, a organização do trabalho se alterou. Os trabalhadores perderam o controle dos meios de produção e dos produtos finais, passaram unicamente a vender a força de trabalho para a burguesia. Desta forma se criou um novo modelo de trabalho baseado na burguesia e no proletariado. Apesar de o trabalho ser uma necessidade básica da sobrevivência, em torno dele existem muitos conflitos, já que o pagamento feito a um trabalhador não é adequado ou justo. Pense no salário mínimo, aqui no Brasil, que tem um valor muito pequeno e não é suficiente para garantir uma vida digna a quem o recebe. A data que comemora o Dia do Trabalho, a propósito, surgiu justamente de uma situação de conflito entre trabalhadores e patrões. Ela foi escolhida como homenagem a uma greve geral que aconteceu em 1º de maio de 1886, em Chicago, centro industrial dos Estados Unidos. Neste dia, os trabalhadores revoltados com as condições desumanas de trabalho saíram às ruas para fazer suas reivindicações.

385351_473146409389299_354028458_n

Um dos primeiros filmes a pôr em foco a classe trabalhadora foi “Tempos Modernos”, de Charles Chaplin. Na cena, seu célebre personagem é confundido com um comunista ao pegar, por acaso, uma bandeira vermelha e protagonizar uma série de mal-entendidos.

“Durante uma manifestação pacífica a favor do regime de 8 horas de trabalho, uma bomba estourou junto ao local onde policiais estavam posicionados, matando um imediatamente e ferindo outros 7 que morreram mais tarde. A polícia imediatamente abriu fogo contra os manifestantes, ferindo dezenas e matando onze.

''Operários" é um quadro de 1933, de Tarsila do Amaral, um dos maiores nomes do Modernismo brasileiro. No Brasil, como em todo o mundo, o surgimento de uma classe operária está ligada à industrialização.

”Operários” é um quadro de 1933, de Tarsila do Amaral, um dos maiores nomes do Modernismo brasileiro. No Brasil, como em todo o mundo, o surgimento de uma classe operária está ligada à industrialização.

Os oito organizadores da manifestação, militantes anarquistas, foram presos e incriminados pelo acontecimento, mesmo na ausência de evidências que os conectassem com o lançamento da bomba. Uma grande campanha foi organizada para salvar os mártires de Chicago. Finalmente, quatro deles foram executados, um cometeu suicídio antes do enforcamento, e os três remanescentes receberam sentenças de prisão que foram revogadas em 1893, quando o governador concluiu que todos os oito acusados eram inocentes.’’(Anarquismo)

Blog como complemento de leitura: O REALISMO COMO MATÉRIA DA ARTE

Um grande exemplo de Realismo socialista é o enorme - cerca de 24 metros - casal de trabalhadores que erguem a foice e o martelo, representando camponeses e operários. A escultura, de autoria de Vera Mukhina, encontra-se em Moscou e lembra a época em que a Rússia comandava a União Soviética.

Um grande exemplo de Realismo socialista é o enorme – cerca de 24 metros – casal de trabalhadores que erguem a foice e o martelo, representando camponeses e operários. A escultura, de autoria de Vera Mukhina, encontra-se em Moscou e lembra a época em que a Rússia comandava a União Soviética.

E aqui no Brasil você confere na última foto abaixo e entenderá o título deste texto:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s