Mentes Lúcidas

Quando o racional fica em silêncio e vive no conformismo, torna-se parte do problema e perde a total credibilidade da razão

Uma riqueza desperdiçada

1 comentário

Moradores fazem de terreno um Lixão na cidade de Balneário Camboriú - SC. Imagem: http://www.clickcamboriu.com.br/entretenimento/variedades/espaco-do-leitor/2011/03/moradores-fazem-de-terreno-um-lixao-15779.html

Moradores fazem de terreno um Lixão na cidade de Balneário Camboriú – SC. Imagem: http://www.clickcamboriu.com.br/entretenimento/variedades/espaco-do-leitor/2011/03/moradores-fazem-de-terreno-um-lixao-15779.html

O país não investe na logística reversa e na política de tratamento de descartes, mesmo com a Lei instituidora 12305/10, que listou os procedimentos necessários para o avanço no enfrentamento dos principais problemas ambientais, sociais e econômicos advindos no manejo inadequado dos resíduos sólidos.

De acordo com André Vilhena, diretor do compromisso Empresarial pela reciclagem (Cempre), um dos empecilhos é a falta de qualificação dos gestores municipais, responsáveis em elaborar os planos municipais. Contudo, o Cempre divulgou que 14% das cidades brasileiras têm coleta seletiva, sendo 86% delas no Sudeste.

O país poderia movimentar R$ 8 Bilhões a mais, dados do Instituto delixo-eletronico-t Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) em 2010, isso significa alavancar a economia nacional se aproveitasse todo o potencial do setor de reciclagem.

Ainda para não contribuir com a dinamização do processo, a questão tributária é outro obstáculo para o desenvolvimento atual nesta globalização da informação e sustentabilidade. Pois, os produtos quando vendidos pela primeira vez recebem tributação e quando passam pelo processo de reciclagem, novamente são tributados – parece cômico, mas, é uma roubalheira mesmo – até o lixo não aproveitado sofre imposição de impostos na sua destinação final.

Precisamos com urgência a integração do setor público e privado, entretanto, alguns consideram a maior responsabilidade do Estado em aplicar programas e as Leis, outros já apontam de forma direta como responsáveis a população, tanto quando elegem seus representantes, assim como fiscalizar as ações destes. Conclui-se que estamos atrasados no progresso e desenvolvimento de um país que indaga ser uma das maiores economias mundiais e se impor como destaque internacional, sendo que não consegue nem se quer resolver os problemas mínimos internos.

Dados:

IPEA

Cempre

Fonte adaptada: Jornal Correio do povo – Porto Alegre, 18 de Maio de 2013.

Anúncios

Um pensamento sobre “Uma riqueza desperdiçada

  1. Pingback: Disposição e tratamento do lixo | Mentes Lúcidas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s